A linha de trem 13-Jade da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), que liga São Paulo ao Aeroporto internacional de Cumbica, em Guarulhos, começou a circular neste sábado (31). Por enquanto a linha está em operação assistida: durante um mês os trens circularão das 10h às 15h, somente aos sábados e domingos e de forma gratuita. Depois, passará a circular em todos os dias no mesmo horário e no terceiro mês começará a operação comercial, com cobrança de tarifa.

A Linha 13-Jade, que ligará a capital ao Aeroporto Internacional Governador André Franco Montoro, em Guarulhos, tem 12,2 km de extensão e três estações: Aeroporto-Guarulhos, Guarulhos-Cecap e Engenheiro Goulart (totalmente reconstruída), onde haverá integração com a Linha 12-Safira (Brás-Calmon Viana), na capital paulista.

Segundo a CPTM, a demanda projetada é 120 mil passageiros por dia útil. A linha beneficiará principalmente os moradores das duas maiores cidades do Estado, além de atender aos turistas e aos profissionais que vão a São Paulo para negócios.  A linha até o Aeroporto de Guarulhos foi prometida inicialmente para 2004.

De acordo com a Companhia,as obras só foram iniciadas em 2013 após a efetiva licitação para contratação. Durante a inauguração ocorrida neste sábado (31), o governador de São Paulo Geraldo Alckmin disse que estudos para trazer o trem para o aeroporto existem há 50 anos e que a obra foi entregue no prazo. “A obra foi licitada em 2013, em 2017 entregamos a primeira estação [Engenheiro Goulart] e em 2018 foi entregue [estações Aeroporto-Guarulhos, Guarulhos-Cecap]”, disse Alckmin, indagado sobre atrasos na entrega da obra.

Operação Linha 13-Jade

No primeiro mês, será realizada a operação assistida, atendendo as Estações Engenheiro Goulart, Guarulhos-Cecap e Aeroporto, com intervalos de cerca de 30 minutos, aos sábados e domingos, das 10h às 15h. O trajeto será feito em cerca de 15 minutos. No segundo mês, a operação ocorrerá no mesmo horário e será ampliada para todos os dias na semana. Nessas duas primeiras etapas de operação assistida não será cobrada tarifa dos usuários.

A partir do terceiro mês, a operação passará a ser realizada das 4h à 0h no serviço regular, entre as estações Engenheiro Goulart, Guarulhos-Cecap e Aeroporto-Guarulhos. Também começará a funcionar um novo serviço, o Connect, um ônibus executivo que sairá da Estação Brás até a Estação Aeroporto-Guarulhos somente nos horários de pico, sem a necessidade de baldeação na Estação Engenheiro Goulart. O trajeto terá cerca de 35 minutos, com o trem parando nas estações para embarque e desembarque e o valor da tarifa será o mesmo do trem metropolitano, que hoje custa R$ 4.

No quarto mês, a previsão é que entre em operação o serviço Airport-Express, ônibus executivo que levará os usuários direto da Estação Aeroporto-Guarulhos até a histórica Estação da Luz, onde há transferência para as linhas 7-Rubi e 11-Coral da CPTM e para as linhas 1-Azul e 4-Amarela do Metrô, além de outras facilidades de transportes como ônibus e táxi. O trajeto será realizado em cerca de 35 minutos e os trens partirão em 4 horários programados nos dois sentidos. A tarifa será diferenciada e o valor está sendo definido.

Desembarque no terminal 1

A Estação Aeroporto Guarulhos estava inicialmente projetada para ser próxima ao terminal 3, conhecido como terminal internacional, mas foi construída próxima ao terminal 1, o que deixará os passageiros distantes da área de embarque. A mudança ocorreu após o aeroporto, que era administrado pela Infraero, ser concedido à iniciativa privada.

No aeroporto, o trem para na estação que fica em frente ao terminal 1, onde operam as companhias Azul e Passaredo. Para ir para os principais terminais do aeroporto, o Terminal 2 (voos nacionais) e o Terminal 3 (voos internacionais), será preciso atravessar a passarela e tomar um ônibus gratuito que será disponibilizado pela concessionária do aeroporto.

 

 

 

A linha terá trens com bagageiros. Foto: CPTM/divulgação.

Percurso

De acordo com a CPTM, o funcionamento neste mês será gratuito. Já em maio, a ideia é estender a operação para todos os dias da semana, embora a companhia não tenha revelado se o horário também será ampliado. Por fim, em junho, a estimativa é de que a operação comercial funcione das 4h à 0h, já com cobrança de passagem entre R$ 5 e R$ 10.

A partir disso, a CPTM pretende oferecer três serviços aos passageiros: o regular, entre as estações Engenheiro Goulart e Aeroporto Guarulhos, com intervalo de 12 minutos e tempo de viagem de 15 minutos; a “Connect”, com partidas da estação Brás a cada 24 minutos e que funcionarão em conjunto com as viagens regulares; e a “CPTM Airport-Express”, o serviço expresso saindo da Luz e sem paradas até o aeroporto. Nesse caso, haverá uma cobrança de tarifa entre R$ 8 e R$ 10 com início em julho.

O Governo do Estado de São Paulo também anunciou que o percurso terá oito trens com bagageiros, totalizando 64 carros.

 

Total
3
Shares